Blog do Sarico

Boletim de Enfrentamento do Coronavírus em Tapera (RS)


Dos cinco municípios da região do Alto Jacuí, no norte do Rio Grande do Sul, que ainda não haviam registrado caso de Coronavírus, Colorado acabou de deixar o grupo tendo um caso confirmado na manhã desta segunda-feira (25).

Seguem “invictos” nesta luta árdua de combate à pandemia: Lagoa dos Três Cantos, Quinze de Novembro, Selbach e Tapera.

Que continuem assim.

GP Rui Barbosa


Vai ter gente que ficará braba comigo pelo que vou pedir. Mas, está na hora de se instalar dois quebra-molas na Rua Rui Barbosa urgentemente para se evitar o pior aqui em Tapera (RS). O pessoal anda trafegando por aquela via em altíssima velocidade, como se estivesse em uma pista de corridas. E é todo mundo. É carro, caminhonete e até moto, conduzidos por homens e mulheres. Eles passam o quebra-molas quase em frente à Loja Melita e aceleram ao máximo até a Rua Coronel Gervásio. E quem faz o sentido inverso faz o mesmo.

É uma medida danada de se pedir, eu sei, mas é providencial, pois só sabe o que acontece na Rui Barbosa, de manhã e à tarde, quem reside ou trabalha nela.

É muita velocidade para uma cidade tão pequena como a nossa. Não justifica andar acima do permitido na via.

Isso é questão de segurança, pois daqui a pouco alguém da sua família poderá vir a ser vítima de algum (ou alguma) sem noção.

Em tempo. Muita gente que reside e trabalha na Rui Barbosa vem me pedindo para falar sobre o assunto.

Sessões legislativas voltam a ser presenciais hoje


Após um longo período de sessões virtuais, devido à pandemia do Coronavírus, a Câmara de Vereadores de Tapera (RS) retoma hoje à noite suas sessões ordinárias presenciais diretamente do plenário Adão Olivério Dahmer.

A mesma inicia às 19h, respeitando as normas de segurança exigidas pelo protocolo da Saúde como distanciamento e uso de máscara. Haverá álcool gel no local.

A sessão é aberta à comunidade.

Já estava na hora dos vereadores voltarem à tribuna, afinal estamos em ano de eleição e há muita coisa acontecendo no município, mesmo com a pandemia.

A mais pura verdade


De tudo que recebi na internet sobre o Novo Coronavírus, e não foi pouca coisa, diga-se de passagem, a que mais chamou minha atenção foi a seguinte frase: “QUEM NÃO ESTIVER CONFUSO NÃO ESTÁ INFORMADO”.

E alguém consegue contestá-la? Sim, porque ninguém está conseguindo ser claro em suas colocações pró e contra a pandemia e a Cloroquina.

O que eu vejo aí são pessoas se posicionando de acordo como veem o governo Bolsonaro. E tem a ciência ainda que fala outra coisa.

Reeleição em dúvida


Nesta semana, postei aqui texto sobre a eleição para vereador em Tapera (RS) e nela publiquei que dos nove vereadores que compõem o Legislativo taperense três não iriam à reeleição, e entre estes estava Cané Moraes (MDB). Pois o edil me ligou e disse que ainda não sabe se concorrerá neste ano.

O MDB tem 50% de chances de manter seu único vereador para a próxima legislatura.

Candidatos à Câmara


Os partidos políticos aqui em Tapera (RS) correram nos últimos meses a fim de garimpar bons nomes para concorrer à vereança na eleição de outubro, novembro ou dezembro, dependendo da pandemia.

Os bons nomes a que me refiro é o potencial de voto que cada um tem, afinal fazer 100 votos numa eleição é um feito. 200, nossa! E se eleger então…

Mas, pelo que conheço do pessoal fichado pelos partidos, teremos neste pleito gente com bela votação. Isso quer dizer que poderá haver uma significativa renovação na Câmara, pois tem gente vindo aí com potencial para assumir e buscar espaço.

Pelo que estou sabendo, dos nove vereadores taperenses seis deles irão à reeleição: Alexandre, Elias, Neri e Pipe (PP); Colares (PTB) e Jacson (PDT). Três não concorrerão: Buxa (PT), Cané (MDB) e Ritter (PTB).

Os partidos estão correndo atrás de mulheres para concorrer conforme exige a lei, mas estão encontrando dificuldades para encontrar quem aceite o convite. O mulherio não quer saber de eleição, o que é uma pena, pois poderia acrescentar muito ao município. Mulher dá outro ar às coisas.

Neste ano não haverá coligação na proporcional (vereador), apenas na majoritária (prefeito). Assim, partido que quiser ocupar assento no Legislativo taperense terá de fazer entre 750 e 800 votos, conforme a média da última eleição. Terá de se movimentar muito para lograr êxito. Enfim, quem se apresentar melhor levará mais.

Este pleito terá quatro incógnitas:
1 – Quantos vereadores farão PP, PTB, MDB e PDT?
2 – Quem será a grande estrela da eleição?
3 – Será que teremos uma mulher no Legislativo, ou mais de uma?
4 – A coligação MDB, PP e PDT, que administra Tapera desde 2009, seguirá junta?

E da política “macro” do município falo a seguir, com novidade. Fique ligado.

Vedete da pandemia


A grande vedete desta pandemia está sendo, sem dúvida alguma, o Hidroxicloroquina ou Cloroquina, que está na boca de todos no Brasil.

O intrigante é por que o pessoal da medicina e os cientistas se dividem quanto ao seu uso. Por que a divergência? Seria econômica? Ou política?

Ouvi um infectologista dizer que a droga pode ser ministrada nas fases iniciais do COVID-19 e que nas demais poderia haver complicações. Também, que a mesma somente é administrada por um médico e mediante assinatura de ciente do paciente ou de seu responsável.

Já ouvi dizer que a questão é política, com clara intenção de desestabilizar o governo. Tem muita coisa na rede embaralhando a população fazendo-a se posicionar de acordo com seu voto na última eleição presidencial.

Se médicos, cientistas e a própria OMS não se entendem com relação a Cloroquina, o que esperar de nós que só temos de nos preocupar em não pegar a doença e depois, no caso de ser infectado por ela, sermos curados.

O ex-ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, disse que a utilização da Cloroquina em casa poderá resultar em óbito. E a ciência não garante a eficácia do seu uso.

Um funcionário de uma farmácia, que trabalha no setor há muitos anos, me disse que tomaria a Cloroquina e ainda daria para sua família, sem problema algum. Já um amigo me disse que tomaria o remédio de olhos fechados. Outro tomaria o medicamento se estivesse muito mal.

Se por ventura eu pegar Coronavírus, que quem me atender saiba como me curar e me dê o que achar melhor para isso.

E continuo me cuidando: máscara, gel, distanciamento e agasalhado.

Pensamento do Dia


“A gente não encontra ninguém nessa vida por acaso. Cada pessoa é um TESTE, uma LIÇÃO ou um PRESENTE.”

Desconheço a autoria.

E vou além. Ninguém passa pela nossa vida em vão. Tudo tem um motivo.