Blog do Sarico

25.11: Dia Internacional de Combate à Violência Contra a Mulher


O dia 25 de novembro é o Dia Internacional de Combate à Violência Contra a Mulher. De acordo com a Lei Maria da Penha, existem tipos bem específicos de violência: sexual, física, psicológica, moral e patrimonial.

Os exemplos desta violência:

SEXUAL – Estupro, obrigar a mulher a fazer atos sexuais, impedir que use métodos contraceptivos e forçar casamento, gravides e prostituição.

FÍSICA – Espancamento, lesões, estrangulamento e tortura.

PSICOLÓGICA – Ameaças, humilhação, proibir de estudar, sair e trabalhar e distorcer fatos.

MORAL – Expor a vida íntima, falar mal das vestimentas da mulher e fazer críticas mentirosas.

PATRIMONIAL – Controlar o dinheiro, privar de ter bens ou recursos econômicos e causar danos em objetos pessoais que a mulher tenha apreço.

Se você souber de algum caso. Não se omita e denuncie.

E se você sofre qualquer um destes tipos de violência. Não se cale e denuncie. Valorize-se.

Incorporação agro


A Cotrijal (Não-Me-Toque), uma das maiores cooperativas de produção agrícola do Brasil, está prestes a incorporar a Coagrisol (Soledade). A questão ficará nas mãos dos associados que vão se reunir em assembleia para decidir se o negócio deva ser fechado. Ao que tudo indica, eles darão o sinal verde para o negócio.

Juntas, as duas vão criar um gigante no segmento agro cuja receita pode chegar a R$ 5,7 bilhões. Que tal?

O que está acontecendo hoje no Rio Grande do Sul, mais precisamente na nossa região, é algo que está sendo muito comum no mundo todo em função da economia. Muitas empresas manterão sua marca, mas seu controle trocará de mãos.

Hoje, quem não conseguir se manter na estrada, ficará pelo caminho. E, às vezes, a união é a saída para as empresas continuarem competindo (e sobrevivendo).

Mágoa lulista


O ex-presidente Lula, que está viajando pelo mundo tentando mostrar-se um estadista de primeira grandeza, tem assustado seus parceiros com as suas declarações. Na Espanha, em entrevista ao jornal El País, ele elogiou o ditador Daniel Ortega, que vai para um quarto mandato na Nicarágua sendo que boa parte de seus adversários estão encarcerados. Além disso, comparou-o a Ângela Merkel, que ficou 16 anos no comando da Alemanha, e Felipe Gonzalez, 14 na Espanha, sem terem mandado ninguém para a cadeia.

Lula foi mal. Muito mal.

E há alguns dias ele disse que, se eleito, pretende regulamentar a internet, especialmente as redes sociais. Que tal?

Lula está deixando a sua turma de cabelos em pé. E boa parte dos brasileiros, também.

Na verdade, o ex-presidente tem mágoa por ter sido preso e vai para a desforra com muita força. Se for eleito, claro.

No caminhão dos bombeiros


Neste final de semana, o time taperense de futsal feminino ficou campeão da Copa Regional Sicoob de Futsal e, para comemorar, as gurias desfilaram pela cidade no caminhão do Corpo de Bombeiros, para mostrar a sua grande conquista à comunidade.

Pois, muita gente não gostou e se manifestou a respeito em uma rede social. Olha, da minha parte, eu não vejo nada de mal nisso, até porque, se acontecesse algo, os bombeiros estariam à disposição e o caminhão, igualmente, estaria pronto para ser utilizado.

E, se a Corporação apoiou a causa e autorizou o uso do veículo, não deve haver nenhuma irregularidade ou problema nisso. Sem falar que esse tipo de comemoração é bastante comum, principalmente, em se tratando de eventos desportivos.

Em tempo. Num sinistro o caminhão dos bombeiros passa com a sirene ligada uma única vez. E se for insiste o barulho dela é alguma comemoração. E além do mais, comemorações com ele são lá de vez em quando.

Agora, falando sério. Quem não gostaria de desfilar no caminhão dos bombeiros com a sirene ligada?

Escolinha show


Tapera fez (muita) história no passado no futsal gaúcho com o Kings Club e a Agrotap nos anos 80 e 90, mais recentemente com o América, nos anos 2000; e está fazendo agora com a ADAJ.

Pois, a escolinha taperense está participando de campeonatos oficiais e não oficiais pelo Estado todo, em todas as categorias, e sendo reconhecida por sua performance dentro e fora das quadras e também pelas conquistas, e o que é mais importante, fazendo bonito e bem representando a nossa Tapera.

De parabéns o professor Carlos Abreu, sua equipe de trabalho, atletas e pais, que participam ativamente das competições ao lado de seus craques. Certamente, com muita corujice. E não poderia ser diferente.

De olho nas pesquisas


Você está acompanhando as pesquisas eleitorais para presidente da República no ano que vem? Estou guardando cópia de todas elas para ver no final quem mais acertou e quem mais errou.

Segundo a Quaest, o posicionamento dos eleitores atualmente é o seguinte no Brasil: 17% disseram ser de esquerda, 18% de centro, 24% de direita e 30% não se identificam com nenhuma corrente.

A pesquisa disse ainda que 52% dos brasileiros rejeita todos os partidos, consequentemente os seus candidatos. Que tal?

Vamos ver em 2022 o que os brasileiros vão querer, se continuidade, retorno ou mudança.

Festa em Tapera, em 1925


Essa fotografia mostra a Vila Tapera, então 8º distrito de Passo Fundo, no longínquo ano de 1925.

A festa é comemorativa ao cinquentenário da colonização italiana no Rio Grande do Sul. E a concentração é na praça central, antiga Olavo Bilac e atual Dr. Avelino Steffens. Eu até imagino com que câmera a foto foi “batida”.

Ao fundo, é possível ver a antiga Igreja Matriz, construída de madeira em 1908, e o seu campanário; e ao seu lado, a antiga Casa Canônica, a residência do padre.

Detalhe para o mato de pinheiros que havia a partir do hoje Instituto Imaculada e que se estendia até o rio Colorado, na divisa com Selbach, que na época também pertencia a Passo Fundo, depois a Carazinho e mais tarde ao município de Tapera, este criado em 1954.

Outro detalhe é que o Hospital Roque Gonzalez ainda não existia. A sua obra teve início em 1939, sendo inaugurado em 15 de dezembro de 1941, em plena II Guerra Mundial.

No “retrato” ainda, em primeiro plano, tem um pano esticado que serviria de “tela” para um filme que seria projetado à noite, mudo e em preto e branco, com toda certeza.

E lá se vão 96 anos. Para se ter uma ideia os meus pais ainda nem eram nascidos.

Em tempo. Se você tiver uma ou mais fotos de Tapera ou de sua gente vamos publicá-las aqui, com o devido crédito.

Bolsonaro x Globo


A briga de Bolsonaro com a Globo está longe de acabar. Ele a elegeu seu inimigo público número ainda na campanha presidencial. E desde 2019 promete não renovar a concessão da emissora quando esta vencer em 05 de outubro do ano que vem. E o assunto voltou à tona nesta semana.

Mas, não é bem assim e essa possibilidade é nula. Teoricamente, o presidente da República pode cancelar uma concessão na ‘canetada’. Mas, a decisão precisa ser confirmada pelo Congresso. No caso da Globo, isso dificilmente aconteceria, porque a emissora possui relevante influência política em todos os estados e vários parlamentares são donos de afiliadas e retransmissoras suas.

Será que os políticos que comandam Brasília se colocariam contra a gigantesca vitrine que é a Globo, justamente em um ano eleitoral, com a propaganda na televisão vista como imprescindível para os candidatos e os partidos?

Ainda que os parlamentares viessem a ratificar tal decisão de Bolsonaro, os Marinho poderiam judicializar a questão. E ela não sairia do ar até o julgamento definitivo da questão o que demanda em muitos anos.

Ao longo da história brasileira, poucas emissoras perderam a concessão. Dois casos merecem destaque. Em 1970, a TV Excelsior foi extinta após uma série de desentendimentos com o governo militar. Dez anos depois, a TV Tupi teve a concessão cassada por não apresentar condições financeiras de continuar a operar.

Além da luta Bolsonaro x Globo temos a de Lula x Record. E quem vence?