Blog do Sarico

Cadê?


Cadê 1Todo ano, as faculdades brasileiras de medicina despejam milhares de médicos em todo o território nacional. Mas, para onde eles vão que não o interior? E tendo tantos profissionais assim no Brasil, tem necessidade de se buscar fora? O governo está abrindo a quinta, eu disse a quinta, leva de contratações do pessoal do jaleco branco e do estetoscópio. Onde, afinal, estão os nossos médicos que não são encontrados nas pequenas e médias cidades?

Tenho um amigo que defende o programa Mais Médico, do governo federal, com unhas e dentes, que diz que o médico sai da faculdade já querendo ficar rico em dois anos. Olha, para uma quinta etapa de contratações deles, começo a lhe dar razão.

Claro que, conversando com os médicos, eles dão vários motivos do por que não querer ir trabalhar no interior. E é um direito seu. Mas, é estranho termos tantos profissionais no País e termos de buscá-los fora. Onde está o problema que vai estourar – como sempre – na população?

E ainda acho que todos os brasileiros, inclusive o governo, deveria saber que 2 + 2 é 4.

Perdão


Hein 1Não entendo nada de contabilidade, mas é possível uma empresa apurar lucro deixando de contabilizar a perda por prejuízos e desfalques?

Controle


Controle 1Os governos – federal e estadual – perdem muito dinheiro anualmente pelo “caminho”. Mas, se houvesse controle – interno e externo – nos contatos e pagamentos tudo isso que vemos pela imprensa quase que diariamente não aconteceria. Por que os tribunais de Contas, o Ministério Público, as Controladorias, as Procuradorias e o próprio governo não entram em ação, de fato, e cumprem a sua função? São eles que devem fiscalizar o dinheiro público e sua aplicação. Não existe lealdade ao Estado.

Frase do Dia


A democracia tem muitos defeitos, mas ainda não inventaram outra forma melhor para se governar um País 1“A democracia tem muitos defeitos, mas ainda não inventaram outra forma melhor para se governar um País”.

Desconheço o autor.

Deve ser por isso que Cuba, Tunísia, Egito, Omã, Marrocos, Líbia, Irã, Arábia Saudita, China, Libéria, Coreia do Norte, Sudão, entre outros, são ótimos lugares para se viver.

Farra nos gramados


imagesSegundo a Folha de São Paulo, os 12 maiores clubes do futebol brasileiro acumulam dívidas com a União de mais de R$ 1,5 bilhão. É mole?

O valor, que não inclui dívidas bancárias, com fornecedores e nem impostos municipais e estaduais, está em um relatório da Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional ao qual o jornal teve acesso.

Agora está explicado essa loucura alicerçada em cima de contratos malucos com salários e transações absurdos. E agora os clubes, mal administrados, querem que o povo banque a conta através de impostos e financiamentos de débitos para jamais serem pagos. Nada de novo, afinal os clubes são administrados tal qual o setor público.

Os times de futebol, se fossem empresas, já teriam fechados suas portas há mais de 20 anos. Todos eles.

Gasolina


Gasolina 1Que tal você chegar no posto de combustível, encher o tanque e pagar menos de R$ 20? Parece sonho, né? Mas, não é nos EUA, onde a gasolina custa 32 centavos de real o litro.

País centrado, com economia ajustada e legislação clara (que funciona) dá nisso. Deve ser muito ruim morar num lugar assim.

Ibirubá


Ibirubá 1O município caprichou nas comemorações dos seus 60 anos. Mandou confeccionar um selo muito bonito, onde aparece uma pitanga estilizada, fruta da árvore que dá origem ao seu nome: pitangueira do mato, em tupi-guarani. E não para por ai. Imagens da cidade estão estampadas nos bilhetes da Loteria Federal, que será sorteada no município, no dia 28 de fevereiro, data do aniversário. O Brasil todo está conhecendo Ibirubá. Baita golaço.

Ibirubá 2

Polêmica


Polêmica 1O publicitário que assinou a campanha da Femaçã, que acontece em Veranópolis, em abril, resolveu inovar ao colocar a rainha e suas princesas com maças cobrindo os seios. Pois, os gringos enlouqueceram e botaram a boca no trombone dividindo as opiniões na cidade. Agora, vendo o cartaz, a ideia é ótima assim como a beleza das gurias.

Questão de perspectiva


Questão de perspectiva 1Uma de minhas histórias favoritas é sobre um fazendeiro americano que fez consultoria agrícola para outro na Alemanha. Ele perguntou ao fazendeiro alemão sobre o tamanho de sua propriedade e obteve a seguinte resposta.
– Mais ou menos 260 hectares.
Quando o alemão lhe fez a mesma pergunta sobre o tamanho de sua propriedade, o fazendeiro explicou que se dirigisse sua caminhonete desde o amanhecer até o pôr-do-sol ainda estaria dentro de sua propriedade. Para não ficar em desvantagem, o fazendeiro alemão respondeu:
– Também já tive uma caminhonete velha assim.