Blog do Sarico

Vai ter Toca do Coelho neste ano e em novo formato e local


A ACIT e o governo municipal de Tapera se reuniram nesta terça-feira (11), no Centro Administrativo, para tratar sobre a realização da Toca do Coelho, cujo evento não é realizado desde 2019, devido à pandemia.

O grupo achou por bem realizá-la neste ano em um novo formato, atendendo as exigências e se adaptando a nova realidade, assim o evento será realizado entre 07 e 17 de abril, na Praça Dr. Avelino Steffens.

A ideia é investir numa bela decoração ao ar livre, tanto na praça central quanto nos trevos de acesso à cidade. A programação também sofrerá alterações e será divulgada assim que definida.

Tomara que os organizadores da Toca façam uma boa divulgação do maior evento de Tapera para que o maior número possível de pessoas daqui e de fora saiba da sua realização.

Tapera nos anos 40


Essa foto mostra a então Vila Tapera, lá no começo dos anos 40, quando pertencia a Carazinho.

No alto à esquerda, é possível ver a Igreja Matriz, que havia sido inaugurada em 1932. E a Casa Canônica, a residência do padre.

À direita, no alto, está o mato de pinheiros dos Batistella.

Logo abaixo, está a antiga escola das freiras, o hoje Instituto Imaculada.

Um pouco mais para frente vê-se o Hospital Roque Gonzalez, que está encoberto, mas que foi inaugurado em 1941. A casa das freiras ainda não havia sido construída.

Ao lado, é possível ver o prédio onde mais tarde seria o Café Diana, o Tapera Bureau e abaixo o antigo Cine Avenida, do Gentil Batistella.

E bem abaixo parte das instalações do Curtume Mombelli.

Se você reparar bem você se familiarizará com o restante dos prédios e casas que ainda fazem parte de nossa cidade.

Não é nada, mas aí vão 80 anos. Tapera já pertenceu a Passo Fundo e depois a Carazinho, até emancipar-se em 1954. Em 1966, Selbach se tornou município, e em 1992, foi a vez de Lagoa dos Três Cantos emancipar-se.

E lembrando. Tapera completa 67 anos como município no próximo mês (28).

Pirataria


As empresas pelo mundo todo se da pirataria e é um direito de quem é proprietário de uma marca. Mas, o que fazer para combater tal crime? Que tal se elas baixassem o preço dos produtos? Numa economia como a nossa não se pode pagar preço de primeiro mundo já que a maioria deles são fabricados em outros países, a custo baixíssimo.

É muito dinheiro para se comprar uma marca e ainda fazer propaganda dela.

As empresas deveriam ser inteligentes na hora de colocar os seus produtos no mercado.

Frase do Dia


“Não guarde rancor nem deseje vingança. A vida é justa e ninguém vai embora sem pagar a dívida”.

Desconheço a autoria

O bichinho continua aí


Ao contrário do que se pensava, a coisa feia ainda não passou e o bichinho da Covid continua na região, agora com nova “roupagem”. E está fazendo o pessoal a ficar em alerta.

Só na primeira semana de 2022, após as festas de final de ano, os casos explodiram na região com mais de 500 casos.

Pelo que estou vendo, não é caso grave como foi no começo, mas é bom sempre ficarmos espertos: proteção, com uso de máscara e álcool gel, e evitar aglomerações. Neste momento é preciso que nós cuidemos de nós.

E a vacina ajuda. Confie nela.

Números da agricultura em Tapera


Segundo a Emater de Tapera, o município possui hoje 364 estabelecimentos rurais. E nestes, trabalham 1.588 pessoas entre homens e mulheres. As mulheres são maioria no campo. Deste grupo, 433 (27%) são mulheres e 419 (26%) homens. Os restantes 736 (47%) são crianças, jovens e idosos.

Os jovens no campo são em número de 50

A área agricultável de Tapera é de 15 mil hectares, sendo 14,5 mil cultivada com grãos e os restantes 500 hectares com pastagem e milho silagem.

Conforme a Emater ainda, a troca de mãos de propriedades, de modo geral, ocorre entre pais e filhos, normalmente esses permanecem nela, e também através de compra e venda, geralmente entre vizinhos, predominantemente pequenas áreas.

E a máquina da limpeza?


A máquina de varrer e de capinar já está em Tapera, pronta para manter a cidade limpa. Mas, afinal, quando ela entrará em operação? Sim, porque a cidade continua do mesmo jeito.

É só uma pergunta.

E por que não?


Outro dia li que os cientistas estão estudando uma pílula que suspende a realização de atividades físicas com o fim de manter corpo e mente sãos. Olha, se essa gente fizer uma que emagreça, ganharão muito, mas muito dinheiro, pois a maioria da população brasileira e mundial está acima do peso.

Já pensou você tomar um comprimido pela manhã que lhe queima a gordura do corpo? E, de lambuja, “alivia” a balança? Não seria uma maravilha?