Blog do Sarico

O campo do América


Neste domingo (22), estive no Estádio Dr. Avelino Steffens, do Grêmio Esportivo América, aqui em Tapera, na final do Regional de Campo da LDR, entre Tapera e Selbach, e vencida por Selbach.

Além do jogo e da briga generalizada que houve após a partida, um verdadeiro fiasco em se tratando de duas cidades vizinhas e irmãs, chamou minha atenção o estado de conservação do estádio que já sediou grandes encontros esportivos no passado. Ele está literalmente abandonado. Com exceção do campo e da sede do veterano, o resto está sendo consumido pelo tempo. Parte da cobertura das sociais veio abaixo, assim como o muro da parte norte.

Não sei, mas acho que está mais do que na hora do município assumir aquele complexo e buscar dinheiro fora para reformar e entregá-lo à comunidade para que possa usufruir de tudo aquilo. Aliás, o campo do América poderia ser utilizado para muitas outras coisas que não somente futebol (campo e sete).

Eu conversei com o prefeito de Tapera, Volmar Kuhn, que estava no campo, sobre a municipalização do mesmo e ele me disse que a administração e a direção americana já conversaram a respeito, mas que depende só do América querer ela, a municipalização. Também, que o município se comprometerá a melhorar toda a estrutura daquela praça esportiva.

Já o vice-prefeito Prego Henrich, que também estava lá, me disse que o América tem uma diretoria e que será esta quem deverá dar o aval para a municipalização.

Enfim, o campo precisa ser reformado e mantido e isso somente acontecerá se vier verba de fora pois ninguém daqui vai botar dinheiro em cima para isso.

E uma vez municipalizado o veterano do América poderá ser o responsável pela manutenção de tudo por lá, assim como acontece com os demais estádios municipais taperenses cujas equipes os mantem, no caso Juventude, Operário e Pôr do Sol.

O América jamais voltará então que o complexo seja utilizado pela comunidade antes que apareça alguém disposto a comprar tudo aquilo e transformá-lo em um condomínio fechado, como já me foi falado.

Vamos evoluir essa negociação e fazer algo que seja bom para todos.



Comentários

Comente


*