Blog do Sarico

Bolsonaro x Globo


A briga de Bolsonaro com a Globo está longe de acabar. Ele a elegeu seu inimigo público número ainda na campanha presidencial. E desde 2019 promete não renovar a concessão da emissora quando esta vencer em 05 de outubro do ano que vem. E o assunto voltou à tona nesta semana.

Mas, não é bem assim e essa possibilidade é nula. Teoricamente, o presidente da República pode cancelar uma concessão na ‘canetada’. Mas, a decisão precisa ser confirmada pelo Congresso. No caso da Globo, isso dificilmente aconteceria, porque a emissora possui relevante influência política em todos os estados e vários parlamentares são donos de afiliadas e retransmissoras suas.

Será que os políticos que comandam Brasília se colocariam contra a gigantesca vitrine que é a Globo, justamente em um ano eleitoral, com a propaganda na televisão vista como imprescindível para os candidatos e os partidos?

Ainda que os parlamentares viessem a ratificar tal decisão de Bolsonaro, os Marinho poderiam judicializar a questão. E ela não sairia do ar até o julgamento definitivo da questão o que demanda em muitos anos.

Ao longo da história brasileira, poucas emissoras perderam a concessão. Dois casos merecem destaque. Em 1970, a TV Excelsior foi extinta após uma série de desentendimentos com o governo militar. Dez anos depois, a TV Tupi teve a concessão cassada por não apresentar condições financeiras de continuar a operar.

Além da luta Bolsonaro x Globo temos a de Lula x Record. E quem vence?



Comentários

Responder Anônimo (1637236857715-161494) Cancelar resposta


*